Avançar para o conteúdo principal

Life doesn´t have to be perfect to be wonderful...

Hoje abri o Pinterest e levei com esta: 


E pensei (quando isto acontece sai mais uma pseudo lição de vida): 
Isto é tão verdade como o Sol ser uma estrela! Mas também é verdade que muitas vezes confundimos os dois conceitos e achamos que a vida só é maravilhosa quando é perfeita... Mas afinal o que é uma vida perfeita? Isso existe? Eu já cá ando há 40 (e dois) anos e não me parece que essa coisa exista...

Mas vamos lá “destrocar” isto por (no meu tempo dizia-se por miúdos, mas hoje é melhor não arriscar) cenas práticas (é só visualizar a cena, ok):

“Perfeita” é a vida da vizinha que tem empregadas para tudo (uma chegava-me) e passa a vida nas compras e no ginásio (prefiro correr ao ar livre, odeio salas com gente que tem a mania que puxar ferros dá estilo)... mas quando perdes 2 minutos a falar com ela, percebes que é a pessoa mais infeliz que já conheceste, porque se sente uma inútil e não dá uma para a caixa, porque nem uma conversa de 5 minutos (vá, dei-lhe mais 3 minutos para que ela me convencesse que a vida dela é mesmo perfeita) é capaz de ter, porque o vocabulário não chega para tanto...

“Perfeita” é a amiga boazona que tem uma casa maravilhosa (mesmo sem ninguém lá dentro), o último modelito Stella Mccartney (que ninguém vai perceber se é do chinês ou não), uma vida social de meter inveja à mulher do Trump e 500 mil amigos no Fake, que na verdade não conhece...

“Perfeita” é aquela mãe, que passa todos os dias por nós, com os seus 4 filhos, tão lindos, limpinhos e bem comportados (os meus não andam sujos, mas se acontecer... a máquina de lavar tem feito um bom trabalho; lindos também são e bem comportados, tem dias), mas depois percebes que nenhuma das crianças se ri ou fala alto.... como qualquer outra criança... e a mãe não sabem bem qual das gémeas é a Maria ou a Joana....

“Perfeita” é a amiga da amiga que tem um marido que lha dá presentes todos os dias e lhe manda flores, mas que trabalha sempre até tarde e nunca aparece em nenhuma foto com ela, porque estava numa viagem de negócios e não pode ir a mais um jantar de amigos...

Maravilhoso é eu cozinhar todos os dias (fazer uma bagunça na cozinha para o marido lavar a seguir) e no fim receber uns elogios que me enchem o coração e me deixam com vontade de repetir todos os dias (os pózinhos de amor que ponho são viciantes); também podia dizer que limpar e passar a ferro é maravilhoso, mas não é, e se a vizinha emprestar uma das suas empregada, eu vou dizer que isso sim, isso é perfeito (abençoada mãezinha que gosta de passar a ferro)!

Maravilhoso é eu conseguir estar à conversa com os amigos ou conhecidos, horas a fio, porque graças a Deus os meus paizinhos não me fizeram bela e por isso tive que estudar e aprender que estar informada é fixe... (e dá estilo, acreditem).

Maravilhoso é chegar a casa e levar logo com dez “oh mãe, oh mãe” e meia dúzia de lambidelas, nas calças compradas na Mango em saldos (se fossem umas SM, matava o bicho só com o olhar), não ter a vida social da amiga (que só de ver as fotos fico cansada), e mesmo que quisesse já não tinha pedal para isso (a idade pesa amigos) e saber de cor quem são os meus amigos no Fake e até falar com quase todos...

Maravilhoso é ver os meus filhos (lindos e saudáveis) a rirem-se e a saltarem de alegria... assim como é maravilhoso ver a cara deles (de raiva, ai se pudessem batiam-me) quando levam um “responso ou um berro” porque acabaram de fazer um disparate depois de eu ter dito 200 vezes para não fazerem..

Maravilhoso é o meu marido chegar a casa todos os dias a horas decentes, jantar connosco e estar sempre presente quando pedimos... as flores ficariam a matar neste cenário maravilhoso, mas se ele me oferecesse flores eu perguntava de imediato: tens alguma coisa para me contar? o que andaste a fazer?

A minha vida está longe de ser perfeita, davam jeito uns trocos a mais no bolso (até porque viajar corre-me nas veias), às vezes andamos todos do avesso uns com os outros (mas vamos ter de nos aturar toda a vida, por isso mais vale entendermos-nos), a paciência tem dias que faz greve (abençoada Yoga), mas tenho uma vida maravilhosa, dentro do que são os meus objectivos de vida e daquilo que me faz feliz! 

E vocês, também têm uma vida maravilhosa?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Fim da escola/ vivam as férias (ou não)....

Amanhã acaba o colégio! Amanhã começam as férias grandes! Para muitos pais isto é uma dor de cabeça... nós, mais uma vez, temos a sorte de ter duas avós maravilhosas que tomam conta deles, para grande alegria dos miúdos e das avós e, descanso dos pais.
O mês de Julho ficam na ilha com a avó Zezinha, vão a banhos todos os dias, têm aulas de natação logo pela manhã, brincam como lhes apetece e ficam tão cansados que à noite é vê-los tombar. O mês de Agosto vão a Portugal e ficam à responsabilidade da avó Barbara, adoram lá estar, fartam-se de passear, e na hora da despedida pedem sempre para ficar mais uns dias. Entre uma avó e outra passam 3 semanas com os pais. Depois, pais e filhos descansam uns dos outros, a avó Zezinha recupera as forças, e no início de Setembro voltam à ilha para se prepararem (que depois de 2 meses de boa vida é precisa muita mentalização) para mais um ano escolar, fazem revisões da matéria dada, compram-se os livros e materiais, mas continuam a ir a banhos até …

Vamos falar sobre as minhas unhas dos pés?

Há cerca de um mês recebi mensagem privada, que destas coisas não se fala em público, sobre o facto de andar com as unhas dos pés por pintar enquanto publicava looks do dia e usava as hashtags #fashion e #blogger, aproveito para dizer que as das mãos também andam a maior parte das vezes por pintar, caso não tenha reparado!

Quer-me parecer que pintar ou não as unhas, independentemente do que publico e das hashtags que uso, ainda é algo que só a mim me diz respeito. Ainda... Se fica feio ou não, isso já é outra conversa, e tenho de concordar que tanto os pés como as mãos ficam mais bonitos com as unhas pintadas. Dito isto, e em minha defesa, tenho que acrescentar que o facto de não ter as unhas pintadas não significa que não ande com os pés e com as mãos arranjadas. O mesmo não se poderá dizer de muito pé que circula por aí alegremente de unha pintada, enquanto que o pé, ele próprio, carece de muito cuidado...

Já agora (há sempre um já agora) aproveito também para dizer que é raro pint…

Eu, uma Portuguesa em Malta...

A semana passada o programa Portugueses pelo Mundo falou sobre os Portugueses em Malta, é triste dizer isto, mas para mim o programa foi uma desilusão...não pelas pessoas que apareceram, até porque só conheço uma (e essa esteve muito bem), mas pela reportagem em si. Malta é muito mais do que aquilo que mostraram ou foi dito...
É verdade que ninguém respeita as filas, é verdade que a alimentação é mais cara, é verdade que por vezes temos a sensação que andámos para trás no tempo, mas também é verdade que as pessoas são muito prestáveis, que é um país seguro para viver, que as praias são maravilhosas e se vive a um ritmo diferente, mais calmo... Mas há muito mais para mostrar de Malta do que o programa mostrou e, se eu não vivesse cá, confesso que não teria ficado com vontade nenhuma de vir conhecer esta ilha plantada no meio do mediterrâneo...
Se querem ficar a saber um bocadinho mais de Malta, cuja a forte presença Portuguesa no século XVIII (tivemos 2 importantes Grão-Mestres, Antón…