Avançar para o conteúdo principal

Vamos falar sobre as minhas unhas dos pés?




Há cerca de um mês recebi mensagem privada, que destas coisas não se fala em público, sobre o facto de andar com as unhas dos pés por pintar enquanto publicava looks do dia e usava as hashtags #fashion e #blogger, aproveito para dizer que as das mãos também andam a maior parte das vezes por pintar, caso não tenha reparado!

Quer-me parecer que pintar ou não as unhas, independentemente do que publico e das hashtags que uso, ainda é algo que só a mim me diz respeito. Ainda... Se fica feio ou não, isso já é outra conversa, e tenho de concordar que tanto os pés como as mãos ficam mais bonitos com as unhas pintadas. Dito isto, e em minha defesa, tenho que acrescentar que o facto de não ter as unhas pintadas não significa que não ande com os pés e com as mãos arranjadas. O mesmo não se poderá dizer de muito pé que circula por aí alegremente de unha pintada, enquanto que o pé, ele próprio, carece de muito cuidado...

Já agora (há sempre um já agora) aproveito também para dizer que é raro pintar as unhas das mãos, sobretudo por questões profissionais, depois há as paranóias de que os vernizes e gelinhos e companhias não são as coisas mais saudáveis do mundo, mas nem me vou meter na boca do lobo. Havia de ser bonito fazer um risco vermelho num manuscrito do século XVI. Para além de ter um ataque de pânico, daqueles que até a casa abana, era certamente despedida logo a seguir, e não estou nada interessada nem um, nem outro. É certo que não conto as folhas dos manuscritos com os pés, por isso até podia pintar as unhas... mas é melhor não dar ideias!

Tudo isto para vos dizer que após a mensagem estive um mês sem pintar as unhas dos pés, porque me recuso aceitar rótulos e a ideia que são as minhas unhas, pintadas ou não, que determinam o quanto sou bonita, o que eu visto e publico, e as hashtags que uso. Também estive um mês sem falar no assunto porque não quis dar a determinada pessoa a importância que achou que podia ter.

É dizendo não aos rótulos, é dizendo não às imposições, é dizendo não àquilo que não queremos, que nos mantemos reais e verdadeiras a nós próprias.



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Fim da escola/ vivam as férias (ou não)....

Amanhã acaba o colégio! Amanhã começam as férias grandes! Para muitos pais isto é uma dor de cabeça... nós, mais uma vez, temos a sorte de ter duas avós maravilhosas que tomam conta deles, para grande alegria dos miúdos e das avós e, descanso dos pais.
O mês de Julho ficam na ilha com a avó Zezinha, vão a banhos todos os dias, têm aulas de natação logo pela manhã, brincam como lhes apetece e ficam tão cansados que à noite é vê-los tombar. O mês de Agosto vão a Portugal e ficam à responsabilidade da avó Barbara, adoram lá estar, fartam-se de passear, e na hora da despedida pedem sempre para ficar mais uns dias. Entre uma avó e outra passam 3 semanas com os pais. Depois, pais e filhos descansam uns dos outros, a avó Zezinha recupera as forças, e no início de Setembro voltam à ilha para se prepararem (que depois de 2 meses de boa vida é precisa muita mentalização) para mais um ano escolar, fazem revisões da matéria dada, compram-se os livros e materiais, mas continuam a ir a banhos até …

A decisão mais maluca que já tomei...

Setembro marca nosso “novo ano”. O inicio do ano lectivo vem sempre acompanhado de coisas novas, novos objetivos, novos desafios e muitas expectativas, não só para os miúdos, para mim também, e este ano eu tomei a decisão mais maluca de sempre!

Vou passar um ano sem comprar roupa! Eu sei que é de doida e, na verdade, não sei se vou ser capaz, mas uma coisa vos garanto, estou decidida a tentar! Ficam desde já salvaguardadas algumas situações, tais como casamentos e afins (e só se não conseguir reciclar) e casos de extrema necessidade por estrago ou velhice da peça.
Ando a pensar nesta ideia já há um tempo e depois de mais uma época de saldos, em que dei comigo a vaguear pelas lojas e a pensar que não precisava de nada, (embora tenha comprado algumas peças, mas muito poucas, e nessas estão os botins lindos de ontem) e mesmo que precisasse não tinha sítio onde pôr nem mais um par de meias, tomei esta decisão maluca!
Para além disto, cada vez mais me preocupa o sentimento “da felicidade…